sábado, 18 de janeiro de 2014

REFLEXÕES ACERCA DA PROSPERIDADE E DA ABUNDÂNCIA - Parte II



REFLEXÕES ACERCA DA PROSPERIDADE 
E DA ABUNDÂNCIA 
Parte II
Por Marcelo Dalla


Olá, amigos!

Este é o segundo de uma série de posts com reflexões acerca da ABUNDÂNCIA e da PROSPERIDADE. São o resultado de anos de pesquisa, de diversas fontes e autores. Um estudo publicado em partes, pois o texto ficou muito longo. A primeira parte está aqui. Creio que pode ser muito útil para quem se predispuser a ler, assim como tem sido pra mim. Considero oportuno compartilhá-lo nesta época do ano, pra que possamos começar um novo ano com metas e pensamentos prósperos. Vamos ao texto:

GRATIDÃO

A gratidão é o ponto de partida para se relacionar com o Universo de uma forma harmoniosa. É o sentimento que ajusta nosso mental com a Mente Universal. É fácil compreender que quanto mais próximos vivemos da Fonte das riquezas, mais riqueza receberemos.

A gratidão conduz nossa mente ao longo do caminho pelo qual as coisas vem e nos mantém próxima da harmonia com o pensamento criativo, impedindo o pensamento competitivo. É a gratidão que nos ajuda a ampliar o olhar para a totalidade, nos impede de pensar na Fonte como algo limitado.

Quanto mais gratidão pudermos cultivar ao receber as coisas boas (e as coisas não tão boas também, pois são lições importantes) mais coisas boas receberemos, e mais rapidamente virão. Simplesmente porque a atitude mental da gratidão coloca a mente em estreita proximidade com a Fonte de onde vêm essas bênçãos. É uma questão de sintonia vibratória. Um princípio natural de ação e reação.

Estender a gratidão de nossa mente à Inteligência Suprema é uma liberação ou um lançamento de força. A reação é um movimento instantâneo, de volta para nós. Se o sentimento de gratidão for forte e constante, a reação será forte e constante.

O valor da gratidão não consiste unicamente em nos trazer mais bênçãos. Sem gratidão não podemos ficar por muito tempo longe do descontentamento, de pensar sobre as coisas como elas são.

No momento em que alimentamos o descontentamento, começamos a perder terreno. Ao prestar atenção na miséria, nossa mente capta e alimenta esse estado. Então transmitimos essas imagens mentais à Fonte. E tudo isso retorna.

É preciso vigiar os pensamentos e sentimentos para detectar os momentos em que estamos vibramos na falta. Ao reclamarmos, nos queixarmos ou nos sentirmos insatisfeitos, mau humorados... nesses momentos é importante transmutar esses sentimentos com mantras, afirmações, orações. E agradecer sempre, por tudo o que nos chega.

Permitir que a mente discorra sobre o inferior é se tornar inferior e atrair coisas inferiores. Fazendo de outra forma, fixando a atenção no melhor, nos transformamos no melhor. O poder criativo dentro de nós constrói a imagem daquilo que nós prestamos atenção, com o qual nos identificamos. Nós também somos feitos de substância pensante. E a substância pensante sempre toma a forma daquilo que pensa.

A mente grata é constantemente fixada no melhor. Também a fé nasce da gratidão. A mente grata espera continuamente coisas boas e esta expectativa se transforma em fé. A reação da gratidão sobre uma mente produz a fé e a cada onda de gratidão, ela cresce.

A pessoa que não tem nenhum sentimento da gratidão não pode por muito tempo reter uma fé viva. Sem uma fé viva ela não pode prosperar pelo método criativo.

É um hábito a ser cultivado: agradecer continuamente. 

Não podemos desperdiçar o tempo... muito tempo criticando, pensando ou falando sobre os defeitos ou erros daqueles que detém o poder. Foi a forma como eles organizaram o mundo que criou nossas oportunidades. É pura perda de tempo e energia se aborrecer com os políticos corruptos. Caso não existissem os políticos, nós viveríamos em anarquia, e nossas oportunidades seriam extremamente menores.

Daí você pode me dizer: - Como não olhar para a corrupção, a violência, os pobres e miseráveis e para as injustiças no mundo? Isso é alienação!

Eu respondo que depende da sua intenção.

Se você olhar para os problemas com a vontade sincera de ajudar, de trazer a solução, ótimo. Se você encarar os problemas como oportunidades de cumprir sua missão, com consciência, com a vontade de unir forças e encontrar soluções, ajudar de verdade...

Simplesmente se queixar, reclamar, ficar com raiva ou com pena não é ajudar, pelo contrário. É alimentar ainda mais a nuvem negra de pessimismo, de um mental com baixa vibração, que foi construída ao redor do planeta.

Seria muito mais útil simplesmente meditar, visualizar o planeta em volto em LUZ, visualizar as pessoas felizes, enviar boas vibrações para dissolver a energia pesada. Simples assim.

A Consciência Suprema nos trouxe até onde estamos na indústria, na ciência e no governo, e está seguindo em frente com seu trabalho. Não há dúvida que devemos nos afastar de bandidos, grandes magnatas, chefes da indústria, e políticos corruptos assim que puderem ser descartados, mas neste ínterim, são todos muito necessários.

São eles que trazem o aprendizado necessário para a humanidade no momento. Sejamos gratos por tudo. Basta pensar: se nada acontece por acaso, se colhemos o que plantamos, então na verdade não há injustiças. Isso é uma ilusão do ego estreito e imediatista, que não compreende a Razão Maior pro trás de tudo.

Resumindo: a gratidão nos mantém em relação de harmonia com o que há de bom em tudo, e o que há de bom em tudo vem até nós.

ATITUDE MENTAL CORRETA E DEFINIDA

Muitas pessoas não imprimem o pensamento no que desejam atrair simplesmente porque não sabem o que querem. Tem somente um conceito vago e confuso das coisas que querem fazer, ter, ou se tornar.

Não é o bastante termos um desejo geral de prosperidade e ficarmos bem com isso. Todos têm esse desejo. Não é o bastante termos um desejo de viajar, ver coisas, viver mais, etc. Todos têm esses desejos também.

Se você fosse emitir uma mensagem a um amigo, você não emitiria as letras do alfabeto em desordem e o deixaria montar a mensagem para si, nem escolheria palavras aleatórias no dicionário. Você emitiria uma sentença coerente, uma que significasse algo.

Já dizia um filósofo da antiguidade: “Nenhum vento sopra a favor do barco que não sabe pra onde ir”. Quando você deseja imprimir uma intenção, ela deve ser específica e definitiva. Não podemos usar o poder da ação criativa emitindo pensamentos disformes e desejos vagos.

Por isso a expansão da consciência e o autoconhecimento são tão importantes: nos ajudam a obter clareza sobre nossos objetivos e nossa missão de vida. Nos ajudam a criar imagens mentais claras e específicas, a manter essas imagens mentais claras continuamente em nossa mente.

Assim como o timoneiro não perde a bússola de vista, como o marinheiro tem na mente o porto para o qual dirige o navio, devemos nos manter voltados para nossos objetivos todo o tempo.

Não é necessário fazer exercícios de concentração, tirar horas especiais para visualizar e reafirmar o pedido. Essas práticas são bastante úteis, é claro, mas tudo o que necessitamos é saber o que queremos e querermos tanto a ponto de que isso permaneça em nossos pensamentos.

Quanto mais específica e definitiva for sua imagem, mostrando todos os seus belos detalhes, mais você incide em seu desejo e mais forte ele será. E quanto mais forte seu desejo, mais fácil será manter sua mente na imagem que você quer.

Tudo isso serve para pessoas dispostas a saírem de sua zona de conforto, a superar a preguiça mental e o marasmo. Algo mais é necessário, do que meramente ver a imagem claramente. Se isso fosse tudo a fazer, seríamos somente sonhadores e teríamos quase nenhum poder de realização.

Atrás de sua visão deve estar o propósito de realizá-la, de trazê-la para a expressão tangível. E atrás deste propósito deve haver uma invencível e inabalável FÉ de que a coisa já é sua.

Viver na nova casa, mentalmente, até que tome forma em torno de você fisicamente. Incida na sua imagem mental até que esteja clara e distinta, e tome então a atitude mental de posse de tudo nesta imagem. Tome posse dela mentalmente, na plena fé que é realmente sua. Prenda-se a esta posse mental. Não vacile por um instante, na fé que é real.

Vale lembrar sobre a gratidão: a pessoa que pode sinceramente agradecer ao Universo pelas coisas que tem ainda na imaginação, possui realmente fé. Causará a criação de tudo que quer.

Orar é bom e tem seus efeitos, nos traz inspiração e nos ajuda esclarecer nossa visão. Mas apenas pedidos orais não trazem o que queremos. É preciso também organizar as intenções em uma totalidade coerente. Construir um PROPÓSITO prático de alcançá-las e com a FÉ constante de que a alcançaremos. A resposta ao pedido não vem de acordo com sua fé quando você fala, mas de acordo com sua fé quando você TRABALHA.

A ESCOLHA DA PROFISSÃO

Em tempos de intensas transformações individuais/planetárias, é chegado o momento de manifestar nosso real propósito de vida na Terra.

Percebo cada vez mais (e por experiência própria) que quando a carreira profissional não vai bem, geralmente é porque o Universo quer que o indivíduo saia de sua zona de conforto para seguir em busca de respostas. Consequentemente, despertar a consciência para sua missão.

É grande o número de pessoas que chegam para consultas astrológicas se dizendo perdidas, endividadas e sem rumo. Muitas contam que nada dá certo, que há tempos procuram trabalho e não conseguem encontrar, que a situação tá difícil. Caminhos fechados.

Não dá mais pra simplesmente viver uma vidinha “normal”. Acordar, ir trabalhar, voltar pra casa, assistir novela, dormir, tomar cerveja no fim de semana. Ou continuar no esquema do “topo tudo por dinheiro”.

Se vivemos somente com a preocupação de nos proteger dos perigos, nos alimentar e procriar, não somos muito diferentes dos animais, certo? A vida é muito mais que isso! E quem fica acomodado nessa zona de conforto recebe um chacoalhão pra acordar.

Este é um chamado.
Se os caminhos se fecham por um lado, se abrem por outro.

Estamos aqui pra cumprir um serviço, um propósito de alma, que se for realizado conscientemente e com todo o coração, o Universo conspirará a favor. Certo como 2 e 2 são 4.

Mas aí vem a pergunta: “como faço pra descobrir minha missão, meu propósito de vida”?

De novo voltamos a falar sobre a necessidade fundamental de buscar autoconhecimento e expansão da consciência. A Astrologia é uma ferramenta valiosa nesse sentido. Alguns setores do mapa fornecem pistas importantes, como a casa 6 - a casa da prestação de serviços (entre outros assuntos) e a casa 10 – a casa do sucesso, da carreira profissional e das realizações. Na verdade, todo o conjunto do mapa nos situa e nos direciona (há um artigo sobre o tema aqui).

Mas o objetivo aqui não é fazer propaganda do meu trabalho. Quero compartilhar dicas que, se funcionaram pra mim, podem funcionar pra outras pessoas também. O importante é estar aberto, perguntar, pedir ajuda, buscar. “Batei e a porta se abrirá”, já disse o grande mestre Jesus.

Antes de dormir, por exemplo, podemos nos preparar pro sono com orações.
Conversar com nossos guias e pedir que as respostas venham em sonhos.

A resposta também pode vir através de sincronicidades: é assim que o Universo se comunica conosco. Um livro que aparece na nossa frente, uma frase na TV, até uma placa na rua pode disparar um gatilho em nossa consciência.

Os florais também ajudam muito. Tomei durante anos o WILD OAT, floral de Bach indicado para aqueles que não descobriram sua vocação e estão insatisfeitos ou indecisos com o caminhar de suas vidas. Aborrecidos e entediados com o dia-a-dia, profissionalmente frustrados, incapazes de planejar a vida. (Um recado aos amigos terapeutas: fiquem à vontade para complementar com outras informações nos comentários.)

Deepak Chopra, em seu livro “AS SETE LEIS ESPIRITUAIS DO SUCESSO” (Ed. Best Seller), coloca a “Lei do Propósito de Vida” como a sétima lei e diz:

- Faça uma lista de seus talentos únicos e do que adora fazer, e saiba que, quando os põe a serviço da humanidade, cria abundância na sua vida e na de outras pessoas. Pergunte-se diariamente: “como posso servir?” (há um post sobre o tema aqui). Este livro, aliás, é um excelente presente para os jovens que estão em fase de escolher sua faculdade e profissão.

Fica difícil viver sem um sonho, um ideal, um projeto. Quem tem um sonho e estipula metas, realiza até mesmo os trabalhos mais pesados com amor, pois é este trabalho que possibilitará a concretização de seus projetos.

Outro dado importante: quanto maior o amor, maior a vontade de CRIAR. 

Todos devem se dedicar a alguma atividade artística/criativa, nem que seja por uma ou duas horinhas semanais. A arte é um portal para a espiritualidade, somos todos artistas. Somos todos seres de LUZ, Divinos, com um potencial de criação ilimitado. A abundância é nosso direito. Mas não dá pra manifestá-la sem desenvolver a criatividade. E quem diz que não a tem é porque não a cultiva.

Por hoje é só, aguardem a continuação amanhã.
Espero que estejam gostando, sintam-se livres e à vontade para complementações nos comentários.

Sejamos felizes!

http://stelalecocq.blogspot.com/2013/12/reflexoes-acerca-da-prosperidade-e-da_29.html
Fonte: Dalla Blog

NAMASTÊ
MÁRCIA