sábado, 18 de janeiro de 2014

REFLEXÕES ACERCA DA PROSPERIDADE E DA ABUNDÂNCIA (parte I)



REFLEXÕES ACERCA DA PROSPERIDADE 
E DA ABUNDÂNCIA 
(parte I)
Por Marcelo Dalla


Olá, amigos!

Este é o primeiro de uma série de posts com reflexões acerca da ABUNDÂNCIA e da PROSPERIDADE. São o resultado de anos de pesquisa, de diversas fontes e autores. Um estudo que será publicado em partes, pois o texto ficou muito longo. Mas creio que pode ser muito útil para quem se predispuser a ler, assim como tem sido pra mim. Considero oportuno compartilhá-lo nesta época do ano, pra que possamos começar um novo ano com metas e pensamentos prósperos.

Vamos ao texto:

TEMOS O DIREITO À ABUNDÂNCIA

Ninguém consegue desenvolver seus talentos, expandir a consciência, estudar, viajar, aprender e se desenvolver espiritualmente sem ter dinheiro suficiente para comprar livros ou fazer cursos, por exemplo.

Toda a sociedade é organizada para que tenhamos dinheiro e posses. Portanto, prosperar é a base da evolução, é a finalidade da natureza. Este é o objetivo da vida, nosso direito inegável. O direito à vida é o direito de poder fazer uso de todas as coisas materiais necessárias ao desenvolvimento mental, espiritual e físico.

Toda pessoa quer, naturalmente, ser tudo que é capaz de se tornar. Este desejo realiza possibilidades inatas, é inerente à natureza humana. Nós não podemos evitar querer ser tudo que nós podemos ser. Não há nada de errado em querer ficar rico. O desejo de riqueza é na verdade o desejo por uma vida mais produtiva, mais próspera e mais abundante. E esse desejo é louvável. A pessoa que não deseja viver com mais abundância vai contra a corrente da vida.

Vivemos para o corpo, vivemos para a mente e vivemos para a alma. Nenhum deles é melhor ou mais sagrado do que o outro. Todos são igualmente desejáveis, e nenhum dos três, corpo, mente ou alma, pode viver inteiramente se qualquer uma das outras partes for suprimida da vida e da plena expressão.

Uma pessoa não pode viver plenamente no corpo sem bom alimento, roupa confortável, e abrigo aconchegante e sem a liberdade por causa do trabalho excessivo. O descanso e o lazer são também necessários. Ninguém pode viver a plenitude mental sem os livros e a hora de estudá-los, sem oportunidade para as viagens e as observações, ou sem companheirismo intelectual.

Para vivermos a plenitude mental devemos nos cercar de arte e beleza. Para vivermos plenamente na alma, devemos cultivar o amor. A maior felicidade de uma pessoa é encontrada na concessão de benefícios àqueles que ama. O amor encontra sua expressão mais natural e mais espontânea no gesto da doação.

Quem negar a prosperidade, está negligenciando o seu dever para consigo mesmo, Deus e a humanidade. Nossa missão espiritual é crescer e fazer pleno uso de nossos potenciais.

MÉTODOS, TERAPIAS E FILOSOFIAS PARA PROSPERIDADE

Existem certas leis que governam o processo de adquirir riquezas.
Quando estas leis são aprendidas e obedecidas começamos a prosperar.

Toda causa produz sempre seus efeitos. Certos ambientes podem ser mais favoráveis do que outros, mas quando duas pessoas estão no mesmo negócio na mesma vizinhança e um começa a ficar rico enquanto o outro fracassa, isso indica que ficar rico é o resultado de fazer coisas de uma certa maneira.

Prosperar não é o resultado de economia ou avareza.Também não depende de determinado negócio ou profissão. Prosperar envolve a necessidade de negociar com pessoas e saber valorizar seu trabalho. Todos trabalham melhor com algo que realmente goste e que seja adequado a seus talentos e habilidades.

Ninguém é impedido de prosperar pela falta de capital. É claro que com capital o crescimento se torna mais fácil e rápido. Você pode ser a pessoa mais pobre do continente e estar totalmente endividado. Você pode não influência, nem recursos, mas se você começar a mudar certas atitudes começará, infalivelmente, a prosperar, porque causas semelhantes devem produzir efeitos semelhantes. É preciso começar a viver em harmonia com as leis que governam o universo.

OPORTUNIDADES

Ninguém pode se queixar da falta de oportunidades, sempre existem outras portas que podem se abrir. Existe uma abundância de oportunidades para a pessoa que seguir a correnteza, em vez de tentar nadar contra ela.

Os trabalhadores que são subjugados por seus patrões, estão onde estão porque não fazem as coisas de outro modo por medo de buscar outras oportunidades. A lei da riqueza vale tanto para eles como para todos os outros.

A Fonte é inexaurível, a natureza é abundante. Tudo o que vemos na terra é feito de uma substância original, da qual todas as coisas procedem. Novas formas são criadas constantemente. Ninguém é mantido na pobreza por uma limitação na fonte de riqueza. Há mais do que o bastante para todos.

A Fonte está viva com energia criativa e é impelida sempre para mais vida, para estender seus limites e encontrar uma expressão plena. Não pode haver nenhuma carência, ou a Natureza estaria contradizendo e anulando seus próprios trabalhos.

PENSAMENTO, O PRIMEIRO PRINCÍPIO

O pensamento é uma grande força que pode produzir riquezas tangíveis, originárias da Fonte. A matéria de que todas as coisas são feitas é uma substância que pensa, e pensando nas formas esta substância as produz.

A energia se move de acordo com nossos pensamentos e crenças. Cada uma das formas que se processa na natureza é a expressão visível de um pensamento Divino. Nós vivemos em um mundo de pensamento, que é parte de um Universo de Pensamento.

Cada pensamento, cada crença, traz a força da criação. Mas de acordo com os parâmetros do crescimento e da ação naturais pré-estabelecidos. O pensamento de construir uma casa não pode causar a formação instantânea da casa, mas causa o movimento de energias criativas e ações que resultam na edificação da casa.

Quando uma pessoa tem um pensamento criativo, recolhe matéria das formas da natureza e faz uma imagem da forma que está em sua mente. Não se pode dar forma a uma coisa até que se pense nessa coisa. Temos que adquirir a habilidade de pensar do modo que queremos pensar. Apagar as autossabotagens, as crenças limitantes e os pensamentos negativos. Esta é a primeira etapa para prosperar.

E para pensar o que queremos pensar, devemos pensar e sentir a VERDADE, indiferente às aparências. Devemos praticar afirmações positivas, que são como mantras. Isso requer treinamento, mais esforço do que ter pensamentos que são sugeridos pelas aparências. Pensar de acordo com as aparências é fácil. Pensar na Verdade, não obstante as aparências, é um exercício que requer emprego consciente de energia.

Ver as aparências de falta, pobreza e limitação produz formas correspondentes em sua própria mente, a menos que você se prenda à verdade de que não existe pobreza. Que você sinta, no fundo do seu coração, que há somente abundância.

Pensar na saúde quando cercado pelas aparências da doença ou pensar na riqueza quando em meio às aparências da pobreza requer PODER.

Este poder só pode ser adquirido com a apreensão do fato básico que está por atrás de todas as aparências, e esse fato é que, há uma substância Pensante e Divina da qual todas as coisas são feitas.

Quando nós nos convencemos disto, perdemos todo o medo e a dúvida, porque nós vamos saber que poderemos criar o que nós queremos criar, nós poderemos ter o que queremos ter, e poderemos nos tornar o que nós queremos ser.

TRANSMUTAR CRENÇAS LIMITANTES

São as nossas crenças que criam a realidade. Devemos observar e eliminar a velha ideia de que há uma divindade cujo desejo é que permaneçamos pobres ou cujos propósitos só podem ser realizados mantendo a pobreza.

A Substância Inteligente que É, e está em tudo, que vive em tudo e vive em você, é Viva e Consciente. Mantém e sustenta o desejo inerente de cada inteligência viva de progredir na vida. Cada coisa viva deve continuamente procurar a ampliação de sua vida, porque a vida deve se multiplicar.

Cada talento que cultivamos traz à mente o desejo de cultivar um outro talento. Estamos sujeitos aos impulsos da vida, em busca de expressão, que nos leva sempre para o saber mais, o fazer mais, o ser mais.

Nós só aprendemos, fazemos e nos tornamos, usando as coisas. Nós devemos enriquecer para que possamos viver mais. O desejo de riqueza é simplesmente a capacidade de uma vida buscar realizar-se plenamente. Isso que faz você querer mais dinheiro é a mesma coisa que faz a planta crescer; é a vida procurando a expressão plena.

É o desejo do Universo que você fique rico. Ele assim o quer porque poderá se expressar mais e melhor através de você, se você tiver abundância nas coisas, e meios para Lhe dar esta expressão. Ele poderá viver mais em você se você tiver domínio ilimitado dos meios de vida.

A natureza é amigável a nossos planos. 
Tudo deve fluir naturalmente para nós. 
Devemos plantar em nossa mente que isto é verdade. 

É essencial, entretanto, que nossos propósitos se harmonizem com o propósito que há em tudo. Você deve querer a vida real, não o mero prazer ou a satisfação dos sentidos. A vida é o desempenho de ações, e o indivíduo só vive realmente quando executa cada ação, física, mental, e espiritual de que é capaz, sem excessos.

Nossa prosperidade deve permitir que os outros prosperem. Você não quer ficar rico para viver sordidamente, para satisfazer apenas os instintos egoístas e animais. Isto não é vida.

Queremos prosperar a fim de que possamos comer, beber nos divertir quando for a hora de fazer estas coisas. A fim de que você possamos nos cercar de coisas belas, possamos ver terras distantes, suprir nossa mente e desenvolver o intelecto. A fim de que possamos amar o outro, fazer coisas boas, fazer nossa parte ajudando o mundo a encontrar a verdade. Mas o altruísmo extremo não é melhor e mais nobre do que o egoísmo extremo. É preciso buscar o famoso caminho do meio.

Devemos abandonar a idéia que Deus quer que nos sacrifiquemos pelos outros e nos gratifiquemos com isso. Só poderemos dar o melhor de nós prosperando, portanto é certo e louvável que você deva priorizar seu pensamento no trabalho de manifestar abundância.

Vale repetir: nossas ambições devem servir para melhorar a vida de todos.

Não se pode trabalhar para piorar a vida de alguns, porque a vida está igualmente em tudo, buscando riqueza e mais vida. O Universo não conspira a nosso favor se tiver que tirar algo de alguém para nos dar.

Devemos apagar o pensamento da competição.
Não devemos competir com o que já foi criado.
Não devemos tirar nada de ninguém.
Não devemos enganar ou levar vantagem em negociações acirradas.
Não devemos deixar alguém trabalhar para nós por menos do que já ganha.
Não devemos cobiçar ou desejar a propriedade do outro.
Ninguém tem nada que não possamos ter.

Devemos nos transformar em criadores, não em competidores.

Quem assim o faz age como os répteis monstruosos das eras pré-históricas. Fazem sua parte no processo evolutivo, mas o mesmo poder que os produz os liquida. Nunca são realmente ricos. São odiados e desprezados. Riquezas baseadas no plano da competição nunca são satisfatórias e permanentes.

Devemos apagar o pensamento de que a fonte de suprimentos é limitada. No momento que você deixa sua mente cair para a competição, seu poder de criação cessa por um tempo.

COMO ATRAIR PROSPERIDADE

Dar a cada pessoa mais do que recebemos. Não podemos dar mais em valor monetário do que ganhamos, mas podemos doar mais em conhecimento e valores utilitários. Não temos que enganar ninguém num negócio. Se você estiver em um negócio que precise enganar as pessoas, saia dele o quanto antes.

Dê a todos, mais em valor utilitário do que você recebeu deles em valor monetário.
Então você estará somando algo à vida no mundo a cada negociação.

Devemos organizar nosso negócio baseado no princípio da prosperidade, para que cada empregado que deseje nos seguir, possa progredir um pouco a cada dia. Conduzir os negócios de modo que seja como uma escada, em que cada empregado que se responsabilize, possa escalar até atingir a própria prosperidade.

Aqui entra também a tão falada Lei da Atração: Se você quiser uma máquina de costura, prenda-se à imagem mental dela com a mais positiva certeza que está sendo feita ou está a caminho até você. Depois de dar forma ao pensamento, tenha a mais absoluta e inquestionável fé que a máquina de costura está vindo. Nunca pense ou fale dela como se não fosse certo ela chegar.Reivindique-a já como sua.

Não podemos nos esquecer que a Consciência está em tudo, se comunicando com tudo, e pode influenciar tudo. Certamente você pode ter uma máquina de costura em sua casa, tão certamente quanto você pode ter muitas outras coisas que você quer e que você usa para a prosperidade de sua própria vida e da vida de outras pessoas.

Pedir mais é uma coisa difícil para a maioria das pessoas.
Elas mantêm algo da velha ideia de que a pobreza e o auto-sacrifício agradam a Deus...

Espero que estejam gostando, amanhã publico a continuação.
Fiquem à vontade para deixar sugestões e comentários.

Sejamos felizes!!!

Fonte: Dalla Blog

LUZ!
Márcia