sexta-feira, 12 de outubro de 2012

OS HELOIM - SOBRE SONHOS E "SONO"


OS HELOIM - SOBRE SONHOS E "SONO"
Por Vinicius Francis



Todo aquele que bate, a porta se abre, todo aquele que pede, recebe e todo aquele que pergunta, ser-lhe-á dada a resposta.

Pois bem, vamos à resposta:

O sono, vocês sabem que possui uma função de reorganizar vosso organismo, colocar “em ordem” o vosso sistema físico para que ele funcione corretamente, é como se vocês desligassem um aparelho que está ligado há horas, esse aparelho, irá se desgastar se permanecer ligado incessantemente, assim é vosso corpo, precisa de repouso para processar as informações, como também absorver energia do próprio espírito, pois o sono reflete um estado puro e, por assim ser, vos permite uma maior conexão com vossa fonte.

Também, diversas informações adquiridas durante o dia são processadas, absorvidas e lidas durante o que vocês chamam de sono e por isso sempre aconselhamos a vocês que reflitam em boas coisas, aquelas que desejam atrair, reflitam nelas e implantem ideias permissivas a elas antes de adormecerem e sendo assim, vosso corpo irá repousar no magnetismo das novas ideias e quanto a isso, dizemos: Vos ajuda muito!

Contudo, a pergunta se refere ao Espírito e sua necessidade em relação ao sono do corpo físico.

Bem sabem que o espírito não dorme, não precisa de descanso porque ele é pura energia e uma vez que vocês drenam energia do espírito, ele convoca até cem vezes mais, logo, ele não pode se cansar. Vocês vivem num Universo que se expande em dimensões astronômicas e não têm ciência disso por estarem na maior parte da vida na Terra, imergidos no corpo físico.

Contudo, durante o sono, vossa consciência, não vosso espírito, se desliga da matéria podendo vivenciar coisas que não estão em seu contexto real e momentâneo, contudo, por tratar-se de um corpo físico e de uma realidade física com seus componentes “estáveis”, muitas das coisas vivenciadas pela consciência no “desdobrar” dela não são absorvidas pela mente humana, passando pelo chamado “filtro de ideias” e chegando à compreensão racional da maneira mais humana possível, mais física possível para que assim tenham alguma lembrança.

Porém, nem sempre a lembrança é possível devido ao que mencionamos acima, os dados e componentes absorvidos pela consciência que capta tudo como um aparelho não conseguem ser “traduzidos” a nível humano, compreende?

E nesses casos não há lembranças, apenas ficam o que podemos chamar de “sensações de ter ido” ou “vivido algo” que não se consegue lembrar.

Ainda, no momento do sono, a mente humana funciona no “piloto automático” com menos frequência e menos “convocar” de elementos uma vez que a mente “racional” ou intelecto humano está adormecido, contudo, os elementos ali presentes e captados, oferecem várias espécies de hologramas onde a vossa mente com o personagem “eu”, vosso eu físico, vivenciará fatos ocorridos ou não, com pessoas conhecidas ou não e em lugares conhecidos ou não, contudo, cada um desses elementos que compõem o sonho foram outrora absorvidos mesmo que vocês não se lembrem, pois só é concebível à mente consciente, uma parte muito, mas muito pequena de todo o “material” que vocês captam.

E nesses múltiplos hologramas, vocês vivenciarão eventos que mais fazem vocês reagirem emocionalmente porque a emoção ativa a mente e quanto mais emoção se sente ao mencionar um assunto, mais ele fica “assentado” no inconsciente como informação “gravada e presente” e sendo assim, nos sonhos, você encontrará com tais elementos e os vivenciará.

E por que parece tão real? Porque é real! Tudo o que a mente vivencia emocionalmente, ela recebe como “real” e por isso sentem fisicamente que estão vivendo aquele holograma. Muitos chegam a acordar com as dores que sentiram nos sonhos, com as impressões físicas do sonho e muitas veze acham que foram vítimas de “seres não físicos” e isso não é verdade.

O que ocorre é que vossa mente no modo “piloto automático” pode reproduzir experiências sem muitos dos limites da mente racional, pois ela está parcialmente desligada no momento do sono, então, se isso acontece, as barreiras e os limites também são momentaneamente “retirados”. E vocês muitas vezes vivenciam eventos, histórias, lugares e experiências dinâmicas, lindas e outras bem frustrantes, realizando coisas que na maioria das vezes não realizam na matéria quando estão “acordados”.

No entanto, queremos dizer algo sobre esse “acordado”.

Na verdade, vocês estão dormindo quando estão acordados!

Quando estão dormindo, vossa mente se liberta de muitas coisas, de muitos limites que vocês dão a ela e quando estão acordados, na verdade, estão presos na maioria das vezes, limitados e confundidos num holograma bem mais denso do que aqueles que se mostram nos sonhos.

Isso tudo ocorre porque vocês são criadores eternos, constantes e mesmo quando vosso corpo se cansa, vossas faculdades criadoras prosseguem vivendo e experimentando, pois para a consciência da fonte em vocês, a vida não pode parar, ela é um eterno desdobrar de sensações que não se interrompe mesmo quando vocês estão na inconsciência do sono.

E o espírito, onde fica?

Ele jamais se afasta de vocês, ele vivencia tudo juntamente convosco, ainda que vossa consciência se desprenda, ele prossegue com vocês, porque a consciência desprendida absorve múltiplas informações e mesmo o espírito ou parte dele permanecendo no controle de vosso corpo, consegue captar cada uma delas porque ele é Deus e Deus vive em tudo a todo instante.

E assim Deus segue em vocês, não procurando os fatos, mas os frutos, não procurando simples hologramas em sonhos ou em realidade, mas procurando e seguindo as sensações porque ele vive de sensações e não de realidade.

Cremos que conseguimos dar a resposta.

Haja Luz!!!

Fonte: Blog Os Filhos da Alva