domingo, 29 de julho de 2012

SAÚDE - ENTREVISTA COM DRA. GHISLAINE LANCÔT



ENTREVISTA 
DRA. GHISLAINE LANCTÔT


Entrevista realizada por Victor M. Amela a Ghislaine Lanctôt. 
Ex médica fala sobre o sistema médico atual.

Nasci em Montreal (Canadá).
Fui médica e hoje sou simplesmente Ghislaine Lanctôt, médica da Alma.  

O caminho? O teu Corpo!  

Crê em você: Você é Divino, E se esqueceu disso, ou tem se esquecido disso a cada dia.
A medicina atual, poucas vezes nos mostra o caminho da saúde.

Estou gripado, o que me receita? 

Nada.  

Nem um pouquinho de Frenadol? 

Para quê? Para esconder sintomas?  

Não, Atente aos seus sintomas, escute-se!  
E sua alma lhe dará a receita.    

Porém, devo deitar-me na cama ou não? 

- Pergunte isto a você mesmo, e faça o que crê lhe seja mais conveniente.  Acredite em você! Os virus lhes dá, conforme aquilo que você acredita! Cada um pode escolher assumir ou não a sua vida e fazer.

Minha atitude seria: "Contrai uma gripe. Sou a única responsável! Devo cuidar-me um pouco."  
Eu me recolheria na cama, repousaria, relaxaria, meditaria em  como tenho me maltratado últimamente...  

Se você "contraiu" uma gripe, diga, Sim!
A sua enfermidade vem de você não vem de fora. 
A enfermidade é um presente que você se faz, ou dá, para reencontrar-se consigo mesmo.

Porém, ninguém deseja uma doença... 

- a sua enfermidade é sua aliada e lhe assinala que olhe a sua alma, para ver o que acontece.   Dê graças! brinde a oportunidade de fazer as pazes com você mesmo!

Talvez seja mais prático um comprimido...

- Fazer a guerra contra a enfermidade? Isso propõe em certos aspéctos a medicina atual, e as guerras matam, trazem sempre mortes.

Ah!!! Não me dirá agora que a medicina mata...

- Um terço das pessoas hospitalizadas, o são por efeitos de medicamentos!  Nos Estados Unidos, 700.000 pessoas morrem ao ano por causa dos efeitos secundários de medicamentos e de tratamentos hospitalares.

Morreriam igualmente sem medicamentos. Mas... 

- Não. Não se mudassem o enfoque:  a medicina atual tem esquecido muito da saúde, é uma medicina da enfermidade e da luta! Não é uma medicina de Saúde e de Vida.

Medicina de enfermidade? Esclareçamo-lo...

- Na antiga China, um acupuntor era despedido se o seu paciente ficava enfermo. Ou seja, o médico cuidava da saúde! Veja! Nossa medicina precida revisar muitos aspéctos.

Prefira então, as medicinas alternativas...  

- Respeitam mais o organismo, que a medicina industrial, desde logo:   A bioenergética, Homeopatia (será a medicina do séc.XXII) Acupuntura, Fitoterapia, Reflexologia, Masoterapia... ( massagens, drenagem linfáticas etc.). A prática do Yoga...   A Meditação... São mais baratas...  e menos perigosas!!!

Porém, não salvam de um câncer. Diz-lhe isto a medicina convencional!   Ela salva de um câncer?Pode fazê-lo, sim.

- O que fará seguramente é envenenar você com coquetéis quimicos, queimar você com radiações, mutilar você com extirpações...  

- E além do mais, a cada dia aparecem mais canceres!

Por que? Porque as pessoas vivem esquecidas de sua Alma (que é divina): a paz de sua Alma será a saúde, porque o seu corpo é o reflexo material de sua Alma. Se você reencontrar-se com a sua Alma, e a pacificar... não haverá câncer!

Palavras bonitas, porém se um filho seu tivesse um câncer, que faria você?  

- Alimentaria a sua fé em si mesmo: isso fortalece o sistema imunológico, o que afasta o câncer.

A medicina convencional deveria ser só, um último recurso, e muito extremo...  
E se a sua Alma está em paz, isso jamais lhe fará falta.

Bem! tenhamos a nossa Alma pacificada... porém, se por acaso, recebemos vacinas... Saiba... Elas são fabricadas com células cancerosas de ovários de hamster, que são multiplicadas e cultivadas em soro de bezerro estabilizado com alumínio (a de hepatitis B, com seu virus): injetaria você isso em seus filhos?

Porém se passa mal com a enfermidade, eh...?

-Já, já... Se a enfermidade lhe visita, acolha-a, abrace-a! Faça as pazes com ela!...

Nosso corpo é o caminho e qualquer processo de saúde, desde uma gripe ou um câncer, nos dá a oportunidade de aprender, em muitos aspéctos, a amar-me, olhar-me,  valorizar e adaptar-me, ter consciência, ser mais humano, mais solidário, ou aceitar.  

Perceber que este processo é uma etapa para crescer  em um despertar da consciência, ou inclusive para entender que o partir é algo normal no Universo e a cada um se lhe dá no momento perfeito.

A cada um o caminho, a Luz.


Texto extraido de um PPS enviado por Thais Marzagão
Créditos do PPS:
Textos de dominio público de amplia difusión previa en la red
Imágenes de libre acceso extraídas de internet con reconocimiento a sus autores
Música: Nothing else matters © Metallica en la interpretación de Apocalyptica
de su álbum Inquisition Symphony
Concepto general y montaje gráfico original © Carlos Rangel
carlitosrangel@hotmail.com 
Se agradece respetarlo sin alteración
Santiago de Querétaro, México, Abril 2012
otras producciones del editor:
www.slideshare.net/carlitosrangel/presentations