segunda-feira, 20 de junho de 2011

Um Retorno a Inocência





UM RETORNO À INOCÊNCIA
Por Leonard Jacobson
14 de Julho de 2010





Pergunta: Recentemente, eu participei de uma de suas sessões de esclarecimento e você me deu o conselho de que a minha mente era muito engenhosa e que eu precisava retornar à inocência. Você poderia falar mais um pouco sobre isto?

Resposta de Leonard:

A mente, por sua própria natureza, é do passado. Ela é composta da soma total de suas experiências passadas, juntamente com todos os seus conceitos, idéias, opiniões, crenças, atitudes e julgamentos, que foram acumulados por você durante a sua vida.

A mente/ego pode somente conhecer as coisas do passado, que ela acessa através da memória. Ela então projeta este conhecimento registrado do passado em todas as idéias, opiniões, julgamentos e crenças do passado, naquilo que você está experienciando no momento presente.

Isto distorce a realidade do momento presente e torna impossível para você experienciar diretamente a verdadeira natureza do que está presente no momento.

Funcionar a este nível da mente/ego cria um determinado nível de conforto e um sentimento de segurança. É da natureza do ego estar no controle e ele pode estar somente no controle de um mundo que já conheça. O ego teme o desconhecido.

Quando você está experienciando a vida ao nível da mente, em um nível muito sutil, você está dizendo àquilo que está presente: “Eu já o conheço. Eu já o experienciei. Eu já tenho as minhas opiniões, julgamentos e crenças sobre você. E assim, eu não tenho que estar plenamente presente com você neste momento. Eu não tenho que conhecê-lo neste momento, porque eu já o conheço do passado.”

Não há inocência nisto.
Não há inocência nisto.

Quando está plenamente presente e desperto na verdade da vida, você está em um estado de inocência. Você existe em um estado de não conhecimento.

A um nível mais profundo, é como se você estivesse vendo, ouvindo, cheirando, experimentando e tocando tudo pela primeira vez.

Tente sentir a fragrância de uma flor como se você a estivesse experimentando pela primeira vez. Tente comer apenas um bocado de sua próxima refeição em plena presença. Tente caminhar pelo seu jardim, estando plenamente presente com cada flor e cada árvore. Tente estar plenamente presente com os seus filhos ou com os seus amigos, ainda que apenas por alguns momentos.

Você começará a sentir a diferença entre a vida vivida na mente e a vida vivida na realidade alegre do momento presente.

Eu sei que você não pode viver no mundo deste modo durante todo o tempo. Mas passe um pouco do seu tempo a cada dia em um estado de inocência e a Presença o acessará a uma consciência elevada de sacralidade de toda a vida.

Isto, por sua vez, o transformará.
Você começará a se lembrar de quem você é.
Você começará a ter um gostinho do Céu na Terra.

Leonard Jacobson

________________________________________